Interações dos meus amigos poetas

Miguel Jacó

Vem um vulto na esquina,

Com as formas definidas,

Um gingado de menina,

Uma voz compadecida,

Implorando pelo um dengo,

Arruinando muitas vidas.

 

Esta mulher esculpida,

Pelas mãos do criador,

Tem suas coxas definidas,

E uma cintura em vigor,

Seus peitos bem perfilados,

A muitos já amamentou.

Gilma

Descrita em tão belos versos

Acordando inspiração

Essa morena sucesso

Detonou mais de um machão

 

Os brotinhos ai que pena!

Viraram peixes na brasa

Pois a famosa morena

Só agarra e nunca casa

 

O safado do marido

Que a achou um monumento

Teve seu lar destruído

E as malas jogada ao vento

 

Sua mulher bem ligeiro

Substituiu o canalha

Por um ardente brasileiro

Que no amor nunca falha!

VIVA A MULHER

BRASILEIRA!

Odir Milanez

Basta somente ir à rua

para um passeio qualquer:

"Que beleza de mulher!"

alguém diz, e continua:

"Quero você toda nua,

numa cama, numa esteira..."

Como ela escuta besteira 

na rua, por todo lado!

A pureza do pecado.

Viva a mulher brasileira!

 

Quando entende ir ao cinema

e, cheirosa, chega à fila,

ela não anda: desfila,

faz a pose mais extrema!

E logo surge um problema:

a mão que corre ligeira

sobre a calça, na traseira,

do corpo ao seu encostado!

A pureza do pecado.

Viva a mulher brasileira!

 

Se vai às compras, bem cedo,

na boca apenas batom,

vai deixando um cheiro bom,

cheiro cheirando a segredo!

Como se fosse um brinquedo,

é boneca verdadeira

na beleza e na maneira

como encanta o rebolado!

A pureza do pecado.

Viva a mulher brasileira!

 

Até o padre, na igreja,

quando ela passa pressente:

corre à porta e põe na mente

o corpo que após deseja.

No lugar onde ela esteja,

seja na missa ou na feira

toda vez, da vez primeira,

o seu corpo é desejado!

A pureza do pecado.

Viva a mulher brasileira!

 

Por mim, bem mais haveria

desse pecado no mundo!

Passando a cada segundo

junto a mim, que bom seria!

O paraíso estaria

bem mais perto, a vida inteira,

com concessão de cadeira

para assisti-las sentado!

A pureza do pecado.

Viva a mulher brasileira!

JPessoa/

MORENA PODEROSA

Saia da frente que ela está chegando...
 


Lá vai ela toda faceira
Saia curta cheia de graça
Sem eira nem beira
É a própria desgraça
Dos homens casados
Deixa-os desnorteados

Boca sensual e carnuda
Usa batom vermelho
Seu perfume derruba
Os solteiros de joelho
Quando passa na rua
É um deus nos acuda

As beatas fecham as janelas
A molecada sonhando
Com um beijo dela
As noivas reclamando
Dos noivos atiçados
De soslaio babando

Ela é poderosa
Suas pernas roliças
Bronzeadas e gostosas
Até o eunuco ela atiça
Roça sua coxa na dele
Ferve o sangue nele

E lá vai ela toda brejeira
Rebolando e sorrindo
É pura mulher brasileira
Até defunto vem surgindo
Seu corpo escultural
É desejo de todo mortal.

 

Copyright © 2011 - Todos os Direitos Reservados à Marcela Re Ribeiro - Reprodução Proibida

 

Interações dos meus amigos poetas

Claudia Pinheiro

Que pedaço de morena

toda linda e cheirosa

com essa boca pequena

e essa pele sedosa

quem perto dela passar

vai querer experimentar

o corpo dessa gostosa.

Sei que ela vai deixar

parece que topa tudo

não sei sua preferência

se é por careca ou cabeludo

mas o que aparecer

o espera anoitecer

pega até os zoiúdo.

Marne

Essa morena é dengosa

Só chega na rua, chegando

Não sobrando pra ninguém

Essa morena é ardilosa

Por natureza vive explorando

Seu belo corpo como convém

Mas a justiça seja feita

Essa morena não mente

Favor a ninguém negou

Sendo amada por todos na certa

E também naturalmente

Seu fogo nunca apagou

Maurício Azevedo

Vim ver novamente a poesia da bela morena

Pois já começa para ela, a terra ficar pequena

Pois a morena muito abusa da sua cor sensual

Desfilando pelas ruas com uma luz escultural

 

Na lua, plutão, já estão sabendo

Marte encontra-se todo aceso

Saturno entrou na fila

Esperando por seu beijo

 

A beleza da morena desbancou a gabriela

Di cavalcanti no céu

Já pintou um quadro prá ela

Mas a morena faz muxoxo, dizendo que não é bela

 

A beleza existe sim, esculpida numa tela

Uma homenagem da poetisa, que se chama marcela

Fez uma homenagem para lá de singela

A beleza morena, que enfeita a nossa terra.

Aleikenko

Vejo sempre esta morena

Na rua lá de casa

Uma flor de açucena

 

Como definir essa belezura

Verdadeiro anjo sem asas

Parece até uma escultura

 

É só molejo no caminhar

E eu babando na calçada

No requebro dela ao passar

 

Não é bala perdida

Nem água envenenada

Vai dar fim na minha vida

José Roberto Teixeira

Ah... essa morena faceira

me faz perder a estribeira

só nela vivo a pensar

morena com seu encanto

 

desejo puro no olhar

com seu vestido curtinho

barriguinha de fora e biquinho

que faz com a boca ao falar

 

fazendo- me voltar no tempo

meu DEUS assim eu não aguento

preciso com ela falar

mas que seja escodidinho

 

ninguem pode saber, não!

pois estou apaixonado

apesar de eu ser casado

já roubou meu coração!!

Sônia Nogueira

Morena

Morena teu rebolado

O samba sempre terá

Rodando dentro da sala

Encanto sempre virá

No frevo teu requebrado

Ainda fervilha no embalo

Priscila Silvério

Desfile de cores, por onde passa arrecada amores.

Ela que desperta, que seduz, que reluz, que sempre acerta.

Pode ser delicada ou cruel, te levar ao inferno ou ao céu.

Ela... Simplesmente bela...

LIVROS DA AUTORA

​SIGA-ME

  • Facebook Classic
  • Instagram ícone social
  • LinkedIn ícone social
  • Twitter Classic
  • c-youtube

© 2018 Todos os Direitos Reservados à Marcela Re Ribeiro